Terça, 21 de Maio de 2024 21:14
(64) 99229-6034
Anúncio
Polícia Agressão

Homem é condenado a quase 13 anos por tentar assassinar e manter a ex em cárcere privado em Aruanã

Segundo consta nos autos, o homem não aceitava o fim da relação

28/07/2023 13h46
Por: Cristiano Souza
Homem é condenado a quase 13 anos por tentar assassinar e manter a ex em cárcere privado em Aruanã

Um homem identificado como Eavaldo Ferreira de Castro, 40, foi condenado a quase 13 anos de prisão por tentar matar e manter a ex-companheira em cárcere privado em Aruanã. O crime aconteceu em março de 2019 e a condenação foi proferida na quinta-feira (27), pelo Tribunal do Júri.

Conforme consta nos autos, autor e vítima mantiveram um relacionamento por cerca de dois anos, mas acabaram rompendo o casamento. No dia do crime, a mulher foi até a casa de Eavaldo para buscar objetos pessoais que tinham ficado no local.

Inconformado com a separação, o homem pegou uma garra e desferiu contra a cabeça da vítima. Depois, passou a agredi-la com chutes e socos na região do rosto. A violência ocorreu por 3h seguidas enquanto o autor mantinha a ex em cárcere privado. As agressões só cessaram depois que terceiros intervieram na situação.

Eavaldo foi denunciado pelo Ministério Público e condenado pelo Tribunal do Júri pelos crimes de cárcere privado e tentativa de homicídio triplamente qualificado: por motivo fútil, com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima e em razão da condição de sexo feminino.

O homem foi condenado a 12 anos e 10 meses de reclusão. Além disso, o condenado terá de pagar uma indenização à ex-companheira no valor de R$ 15 mil.

Eavaldo Ferreira, que já estava detido antes do julgamento, seguirá preso e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.