Terça, 21 de Maio de 2024 20:28
(64) 99229-6034
Anúncio
Polícia Investigação

Polícia ouve colegas de trabalho e irmã de vítima de ginecologista acusado de violentar pacientes

Polícia já tem a informação de que uma dessas mulheres foi violentada quando tinha 14 anos

26/07/2023 13h35
Por: Cristiano Souza
Polícia ouve colegas de trabalho e irmã de vítima de ginecologista acusado de violentar pacientes

A Polícia Civil de Goiás ouve, nesta terça-feira (25), testemunhas do caso do ginecologista que é suspeito de abusar sexualmente das pacientes no Centro Integrado de Atenção Médico Sanitária (Ciams) Novo Horizonte, em Goiânia.

No final da manhã, quem prestou depoimento na Delegacia Estadual de Atendimento Especializado à Mulher (Deaem) foi uma assistente social do Ciams. Ela prestou depoimento como testemunha e ofereceu informações subsidiárias ao inquérito.

Na tarde desta terça, a delegacia esperava ouvir também a irmã de uma das vítimas, que teria presenciado um dos atos de abuso cometidos pelo médico, e uma outra servidora da unidade de saúde.

O caso está com a delegada Amanda Peterlinkar, que convocou colegas de trabalho do ginecologista Fábio Guilherme de Siqueira Campos, de 73 anos, com intuito de reunir mais informações.

Fábio foi preso na quinta-feira da semana passada e na sexta a polícia divulgou a foto dele. Logo depois, mais nove vítimas procuraram a polícia no sábado, domingo e segunda-feira para denunciar o ginecologista. Até o momento, o total de vítimas que procurou a delegacia chega a 13.

A polícia já tem a informação de que uma dessas mulheres foi violentada quando tinha 14 anos. Ou seja: Fábio responderá não apenas por abuso sexual mediante fraude, como também por estupro.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.