Segunda, 29 de Novembro de 2021 23:40
(64) 99229-6034
Polícia Goiatuba

Corpo de pastor que disse que ressuscitaria após três dias é enterrado em Goiatuba

Seputalmento ocorreu na madrugada desta terça-feira (26), após o "fim do prazo"

27/10/2021 08h27
318
Por: Cristiano Souza Fonte: Mais Goiás
Após três dias à espera de um “milagre”, o corpo do pastor evangélico Huber Carlos Rodrigues foi finalmente sepultado em Goiatuba. (Foto: reprodução)
Após três dias à espera de um “milagre”, o corpo do pastor evangélico Huber Carlos Rodrigues foi finalmente sepultado em Goiatuba. (Foto: reprodução)

O corpo do pastor Huber Carlos Rodrigues, que disse que ressuscitaria três dias a morte, foi enterrado na madrugada desta terça-feira (26), em Goiatuba. O sepultamento ocorreu por volta das 0h30, no cemitério Jardim das Acácias, debaixo de chuva. Após a repercussão, cerca de 2 mil pessoas acompanharam o desfecho do caso na porta da funerária onde o corpo do homem estava desde a última sexta-feira (22).

O pastor foi a óbito na última semana, por complicações pós-covid. Segundo informações da funerária, há cerca de dois meses, o homem foi diagnosticado com a doença e precisou ser internado. Ele estava em tratamento, mas as sequelas deixadas pelo coronavírus o levaram a óbito.

Com o falecimento, Ana Maria de Oliveira Rodrigues, esposa de Huber, recorreu à Justiça para impedir que o corpo do marido fosse enterrado. A mulher afirma que o marido deixou uma declaração, redigida em 2008, em que ele diz ter sido informado pelo Espírito Santo de que iria ressuscitar três dias depois da morte, ou seja: na segunda, às 23h30.

Veja o que diz o documento em que pastor disse que ressuscitaria após três dias da morte

“Eu terei atendimento médico no qual será constatada a minha morte. Mesmo após confirmado o meu óbito, me revela o Espírito Santo que será expressamente proibido aos médicos ou qualquer outra pessoa tocar no meu cérebro ou no meu corpo físico. (…) A minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois eu ficarei morto por três dias, sendo que no terceiro dia, às 23h30, eu ressuscitarei. Meu corpo, durante estes três dias, não terá mau cheiro nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado a minha carne e meu cérebro para passar pela experiência”, escreveu o pastor em um documento.

No texto, Huber diz que, por meio da sua ressurreição, pessoas passarão a ouvir a mensagem de Deus e a crer nela. “Eu não serei a luz, mas testificarei a luz, a luz verdadeira que veio ao mundo e ilumina todas as pessoas.

A carta diz que a experiência pela qual o pastor passará é semelhante à de três passagens bíblicas: 1) morte e ressurreição de Lázaro, que consta no evangelho do apóstolo João; 2) a ressurreição da filha de Jairo, relatada nos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas; 2 a ressurreição do filho da viúva de Naim, que está no evangelho de Lucas.

 

Para que a profecia se consume, a suposta declaração do pastor requer que não se toquem em órgãos externos ou internos do seu corpo e que sejam vedadas autópsia, cirurgia ou “qualquer tipo de medicação ou preparação do corpo pela funerária”.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.